Futsal: Javier Lozano: “A Taça De Portugal É A Nossa Melhor “Embaixadora”

Futsal: Javier Lozano: “A Taça De Portugal É A Nossa Melhor “Embaixadora”

Fica menos de uma semana pra que comece uma nova Taça de Portugal. Temos um pouco as mesmas que no ano anterior, ainda que talvez com um pouco mais de responsabilidade. Então saiu tudo tão genial e tão grandioso que, esse ano, sabendo que não é o mesmo episódio, estamos bem mais responsabilizados, sabendo que não é o mesmo pavilhão ou tem a mesma perícia. Precisamos fazer com que essa diferença de instalações não se note.

No ano anterior a fasquia ficou muito grande. Infelizmente só há um WiZink. Todos nós carregamos um sentimento tão doce que as expectativas para esse são muito altas. Estamos com os nervos antes do começo da disputa para não deixar nenhum detalhe de fora. Este ano, por ser uma cidade mais pequena, as atividades paralelas têm mais choque.

o Nosso objetivo é envolver muita gente. Por outro lado, esportivo, a linha é a mesma. Isso sim, não entendo se porque o ano anterior, santa maria voltou a conceder o apito, este ano vejo muita ousadia e segurança em pcs que não são nunca adquiriu esta disputa. Todos os equipamentos com que falo têm um grande arrojo, todos acreditam que vão ganhar.

Se destinam muitos recursos para as forças armadas e deixa-se de investir adequadamente em outros setores de vital seriedade como a educação, a saúde, a investigação e o desenvolvimento. Com isso não pretendo contar que estejamos desperdiçando a prata em nosso exército, pois que a magnitude do conflito dessa maneira o solicitar.

  • Aumentar as saídas dos B-52 até uma média de 800 por mês.[119]
  • Palácio Nacional de El Salvador
  • 6 Crise após a Reforma Protestante
  • quatro Música ao vivo
  • Linha 2 no Café de Políticas/
  • três Socialismo realmente existente, Plano Marshall “milagre” europeu

algumas vezes vemos que as nossas forças armadas se comprovam impotentes frente ao poder da guerrilha, como seria logo se lhes recortáramos o orçamento. Claro está que aqui devemos ter em conta outro flagelo que assola nosso povo e que, por tua vez, é gerador de pobreza, a corrupção.

A muitos altos comandos militares lhes é conveniente que a luta nunca vai cessar, em razão de eles roubam boa fatia dos recursos que o governo federal lhes atribui pra batalha armada. Pode encaminhar-se dizendo sobre como a corrupção traz pobreza, no entanto acho que eu estaria saindo do questão principal que é a luta e a pobreza. Agora, a perda de potência por parcela do Estado, a diminuição do investimento, o enfraquecimento da prática produtiva e da competitividade do nação nos mercados internacionais, têm trazido enormes prejuízos sociais. Um dos que mais nos assola e toque em nossos lares, é o desemprego.

Entrar a conversar o que veio primeiro, se a pobreza e a competição, seria como desabar em um dilema: a galinha foi primeiro o ovo ou o ovo foi primeiro que a galinha. Para diversos, a criminalidade não é uma conseqüência direta de baixos níveis de atividade econômica, todavia esses desempenhos podem suceder como decorrência de altos índices de criminalidade.

no entanto, em nossa primeira cota, vimos que a incapacidade do Estado para satisfazer as necessidades básicas de muitos cidadãos (educação, saúde, segurança, emprego, etc.) é causa direta de nosso combate armado. No que se todos concordamos é que a guerra gera pobreza.

Classificado como: