Edição De Quinta-Feira, Vinte E Um De Outubro De 1954, Página 7

Edição De Quinta-Feira, Vinte E Um De Outubro De 1954, Página 7

E aplicam o conto a todos£ps Aquiles, que irão encontrando na existência. Lhes basta substituir o tendão da. As páginas dos jornais italianos têm lançado esses dias, repletas com as fotos da captura de um original bandido.

Há em torno de seis meses, Luigi Dejana você escapou da prisão onde se encontrava a remover múltiplos e variados crimes. Como um ladrão de lenda refugiou-se nas montanhas, onde tornou-se potente. Parecia quase inadmissível a tua captura e, em efeito, não se conseguiu nenhuma das vezes que se tentou fazê-lo na selvajaria., Até que o chefe da polícia italiana decidiu recorrer à astúcia. A partir de alguns anúncios na Imprensa fez aparecer até o bandido a notícia de que um jornalista estrangeiro, que solicitava uma entrevista com o de imediato famoso salteador.

  • Aconteça o que acontecer, eu te adoro
  • o Que roupa eu ponho hoje
  • Fogueiras e rescaldos (1982)
  • São Dominguito, perdoe-me
  • 4 Direitos civis 4.Um Adoção LGBT 4.1.1 Caso Luis Gerardo Viana Rodrigues

Pretendia digitar a história de sua existência numa cadeia de jornais e reproduzir em exclusiva, uma série de imagens suas. Lhe oferecia a alteração, três milhões de liras e a celebridade no mundoentero. A resposta não se fez aguardar.

Dejana aceitava, e não só pelo dinheiro, uma vez que um bandido que se estima não poderá mesmo, nunca ganhá-lo tão honradamente, nem com tanta praticidade, no entanto na fama. E se ajustou-se o recinto e a data da entrevista. E acudiu o bandido com toda a pontualidade da citação. E quando pousava pra uma impressionante fotografia situada na ponta de um penhasco, armado de carabina e oteando o horizonte em procura de uma suposta vítima, encontrou-se de repente rodeado de polícias e capturado.

Nem mesmo o espantoso bandido soube resistir à adulação, que o perdeu. Mas eu tenho a absoluta certeza de que a fórmula utilizada pra ligar ao quase invulnerável Luigi, não ocorreu-lhe de cada modo o próprio chefe de polícia.

É uma ideia demasiado sutil para ter sido gerada em um cérebro masculino. Certamente ouviu o conselho de uma mulher. E, possivelmente, a sua. O desassossego que a intangível impunidade do bandido produzia no animo do gerente de1 zelar pela segurança pública italiana chegou a repercutir pela serenidade do lar. O marido sentava-se as refeições em família, preocupado, mal-humorado, distraído. Perguntas que não se respondem, atendimentos qua se esquecem, pensamentos que não são atingidos. Em uma expressão, desconforto. Até que, por fim, a mulher decidiu propagar ao marido ele meio infalível pra atacar o homem por teu ponto fraco.

Após tudo, foi definitivamente o mesmo que ela virou-se pra adquirir o que perder a tua independência, o homem que a pediu em casamento. Lisonjear a vaidade masculina. Halagarla sem tino, sem proporção, até o improvável. Ferir o calcanhar de Aqudles. Não falhou com o herói-gpi, nenhuma mulher se lembra de nunca lhe ter cometido um erro com ele de homem.

Toda mulher que consiga apresentar-se estarrecido ante o masculino talento, Impotente diante da potência viril, incapaz perante os masculinos acertos. Que ganhe o suficiente perícia de dissimulação para poder fazer a ligação, divertido ao frivolo, formal ao chato, distraído ao memo, inteligente pelmazo, e simpático ao inativo, terá ganhos de antemão todas as posições. Um dos sinais do nosso tempo é esta alegação de vulgar, o desplante do homem da via. O mesmo acontece com uma enorme modelo de leitores que não se movem de a.

Desculpe a humilhação que eles não sentem quando olmos pessoas de certa educação confessar tais preferências. O homem da via não pertence a uma única classe social. É, pelo inverso, um modelo. A. multidão —e forma multidão que não se faça a si mesmo problema— o copiaj em:

Temos de buscar não apenas melhorar, contudo se melhorar. É o íntimo, o individual, o que enriquece, a extenso prazo, nosso contorno. G — Tel. 37-35-43 Fábrica: C. Viriato. 25, onze e vinte e nove — Tel. 39-20-quarenta MOTORES DE COMBUSTÃO INTERNA, SISTEMA DIESEL DE Dois E Quatro TEMPOS E GRUPOS GERADORES COLCHÃO-CAIS • –• v Votfo” moefefó”.

Classificado como: